Integrity and wrongdoing

O assédio sexual é uma manifestação sensual ou sexual, alheia à vontade da pessoa a quem se dirige. Ou seja, abordagens grosseiras, ofensas e propostas inadequadas que constrangem, humilham, amedrontam.
O assédio sexual pode ocorrer no ambiente de trabalho, quando uma pessoa que está em uma posição hierárquica maior do que outra tenta se aproveitar dessa situação assediando sexualmente seu “subordinado”.
Também existem casos de assédio que partem do profissional com o paciente e medidas cabíveis devem ser tomadas para punir essa pessoa que comete não apenas atos imorais como também pode estar cometendo um crime.
Além disso, uma forma de assédio muito comum na profissão da fisioterapia é quando ela é praticada pelo paciente.
As estatísticas mostram que essa forma de assédio é comum e teorias são levantadas para explicar o porquê desses dados serem tão elevados. Chegou-se a conclusão que isso ocorre porque a fisioterapia é uma profissão em que se existe um contato direto com o paciente, um contato físico e que ocorre com uma frequência maior. Com isso, laços são criados entre fisioterapeuta e paciente. Também é importante lembrar que o paciente procura atendimento quando apresenta algum problema e disfunção, e isso o torna frágil e vulnerável, tanto fisicamente quanto emocionalmente, aumentando as chances de que situações sejam mal interpretadas.
Por isso, é muito importante que o fisioterapeuta saiba lidar de forma adequada com o paciente, deixando claro que a relação é estritamente profissional, não deixando brechas para má interpretação do paciente.
Existem algumas condutas que devem ser seguidas pelo fisioterapeuta e que são essenciais para evitar esse tipo de situação, como, explicar ao paciente qual procedimento será feito e pedir permissão antes de tocar o corpo do paciente, evitar posições desconfortáveis para ambos, deixar claro para o paciente que ele pode interromper o que está sendo feito a qualquer momento quando houver algum tipo de desconforto ou problema, deixando claro assim, que ele também tem controle da situação.

Referências:
College of Physiotherapists of Ontario. Como reconhecer o contato físico próprio e impróprio. Disponível em: http://collegept.org/Assets/Sexual%20Involvement%20Fact%20Sheet/Sexual%20Involvement%20Fact%20Sheet%20Portuguese.pdf. Acesso em: 14 de maio de 2017.

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s