Basic principles of ethics

O Principialismo é um conjunto de postulados básicos que, mesmo não possuindo caráter de princípios absolutos, servir para ordenar como discussões bioéticas. Não maleficência, Beneficência, Respeito a Autonomia e Justiça são deveres prima facie, ou seja, que não cumprem cumpridas, a não ser que entrem em conflito com outro dever igual ou mais forte.
A Não Maleficência tem o dinheiro porque, muitas vezes, o risco de causar danos é inseparável de uma ação ou procedimento que está moralmente indicado. A Beneficiência tem sido associada a excelência profissional desde os tempos da medicina grega, e está expressa no Juramento de Hipócrates: “Usarei o tratamento para ajudar os médicos, de acordo com minha habilidade e julgamento e nunca utilizar para prejudicá-los”. Assim, beneficência quer dizer fazer o bem. De uma boa prática, isto significa que temos uma obrigação moral de agir para o benefício do outro. Autonomia é a capacidade de uma pessoa para decidir fazer ou procurar aquilo que ela julga ser o melhor para si mesma. Já o respeito a Autonomia significa ter consciência deste direito da pessoa de possuir um projeto de vida próprio, de seus pontos de vista e opiniões, de fazer escolhas autônomas, de agir segundo seus valores e convicções. Respeitar uma autonomia, em última análise, preservar os direitos fundamentais do homem, aceitando o pluralismo ético-social que existe na atualidade. O conceito de justiça, fazer ponto de vista filosófico, tem sido explicado com o uso de vários termos. Todos eles interpretam a justiça como um modo justo, Apropriado e equitativo de tratar as pessoas em razão de alguma coisa que é merecida ou devida a elas. Estes critérios de merecimento, ou princípios materiais de justiça, estarão baseados em algumas características adequadas de tratamento e tratamento.
A vantagem do Principialismo é ser operacional, facilitando uma análise dos casos, e constitui-se num componente necessário do debate bioético. E sua desvantagem é que não é suficiente para uma análise das quatro condições, tendo-se que buscar em outras teorias éticas uma fundamentação para resolver os conflitos. Facilitando uma análise dos casos, e constitui-se num componente necessário do debate bioético. E sua desvantagem é que não é suficiente para uma análise das quatro condições, tendo-se que buscar em outras teorias éticas uma fundamentação para resolver os conflitos. Facilitando a análise dos casos, e constitui-se num componente necessário do debate bioético. E sua desvantagem é que não é suficiente para uma análise das quatro condições, tendo-se que buscar em outras teorias éticas uma fundamentação para resolver os conflitos.

 

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s